A sessão inaugural da Assembleia Regional dos Açores, que teve lugar a 4 de setembro de 1976, foi recriada de forma simbólica 45 anos depois, na Sociedade Amor da Pátria, com a encenação dos discursos iniciais do seu primeiro Presidente, Álvaro Monjardino, e do então Presidente da República, General Ramalho Eanes, no âmbito de uma Sessão Recreativa Histórico-Cultural inserida nas comemorações da Autonomia dos Açores.

A encenação cénica dos principais discursos da sessão inaugural da então Assembleia Regional foi coordenada por Vítor Rui Dores e a interpretação dos discursos esteve a cabo dos atores Nuno Frayão, no papel de Presidente Álvaro Monjardino, e João Mendonça, na pele do Presidente da República General Ramalho Eanes.

A apresentação cénica contou ainda com o apoio do Museu de Angra do Heroísmo, através da cedência da farda militar usada na interpretação do personagem General Ramalho Eanes, que enquanto Presidente da República assumia também o cargo de Comandante das Forças Armadas portuguesas.

Esta Sessão Recreativa Histórico-Cultural inserida nas comemorações dos 45 anos da Autonomia dos Açores incluiu também uma exposição de fotografias e capas de jornais regionais da época, o lançamento de um selo alusivo aos 45 Anos de Autonomia e um momento musical com o Grupo Coral da Horta.

 

 

Galeria de Vídeos

 

 

 

 
 
 
Galeria de Fotos